E com a pandemia, como você está vivendo?


Há muitas lições que devemos extrair desse momento difícil em que a humanidade vive. Algumas delas que eu acredito que devemos aprender é a valorizar menor o “ter”, e passar a valorizar mais o “ser”… Ser gentil, ser uma pessoa que não guarda rancores e sentimentos tóxicos, ser compreensível com os outros, ser sempre amor!
Devemos valorizar mais as pessoas, e menos as coisas.

Essa pandemia nos mostra, diariamente, o quão a vida é frágil e passageira.

Infelizmente, por conta deste vírus, já perdi amigos, conhecidos, e muitos perderam familiares, as mães, os pais, os avós, irmãos, pessoas que tanto amavam mas que não resistiram à essa doença.
Nunca valorizamos tanto o simples ar que sai dos nossos pulmões como nesses últimos tempos.
Por isso lhe questiono: O que mais importa para você? O que mais tem valor para a sua vida? Quais são seus objetivos?
Portanto, talvez você me diga que seu objetivo é ter um trabalho melhor, um salário alto, um automóvel dos sonhos, uma casa grande, linda, de dois andares, com um belo jardim e uma piscina para tomar banho em dias quentes.
Você não está errado em desejar tudo isso, mas o que precisamos analisar é que, para termos tudo isso, precisamos ter o principal: a saúde.

Vivemos em uma sociedade muito materialista. Sempre querem ter mais, ser mais, acumular mais: mais capital, mais dinheiro, mas muitas vezes esquecem que caixão não tem gaveta, e quando partirmos deste para outro plano, nada levaremos, nem a roupa escolheremos. O dinheiro ficará no banco e não será sacado e levado com você no dia que você for, as casas que comprou serão habitadas por outros.

E então, você está saboreando sua própria existência aqui, ou está sendo levado a viver apenas para acumular mais e mais, deixando de lado as sensações mais lindas e importantes da vida?

Você está acompanhando seus filhos crescerem? Está aproveitando os momentos lindos ao lado de seus pais? Não esqueça que eles não estarão para sempre aqui.
Quando você veio ao mundo, sem nada você estava, e quando você for, não será muito diferente… Então, aconselho você a fazer a sua vida aqui, agora, valer a pena.
Viva com todas as melhores sensações que você puder sentir, valorize a família, faça o que puder para deixar sua marca quando daqui você for, e por fim, viva o instante e não esqueça que temos o hoje para ser feliz, porquê o amanhã, não pertence a ninguém.
Autor: Fabio Nunes Motivação