Há poder no seu silêncio!

“Silenciar não é fácil… Mas, às vezes é a mais perfeita resposta!”

Quantas vezes perdemos a oportunidade de ficar quietos?

Quantas vezes nos arrependemos de ter dito algo? Dois segundos após ter dito…

Quantas vezes já nos sentimos culpados por ter magoado alguém por uma palavra mal escolhida?

Quantas vezes…

Nossa mente é muito rápida e parece que a conexão com a língua é direta, pois nem terminamos de pensar e a língua já está colocando tudo para fora…

Dizem que é músculo mais forte que temos, pois é capaz de erguer e derrubar pessoas em segundos…

O verbo é uma arma poderosíssima! E assim como a pólvora, pode ser usado para o bem ou para o mal…

Deveria haver algum dispositivo para que pudéssemos silenciá-la em momentos de tensão, mas parece que são nestes momentos que a mesma responde ainda mais rapidamente e com força total…

É importante aprender a pensar antes de dizer algo…

É necessário treinar a mente para exercer o controle do verbo…

Pensar antes de dizer! Colocar-se no lugar da pessoa… Imaginar-se como você se sentiria nesta situação…

Ás vezes, tudo parece muito fácil… quando estamos somente observando… Mas quando é com a gente… Sai de baixo… Perdemos o controle… Criticar é muito fácil…

Pensar rápido… Mas falar devagar, pausadamente, escolhendo as palavras, temperando com docilidade cada verbo emitido e principalmente silenciando toda e qualquer energia que possa desequilibrar o ambiente…

Nós… Somos nós os responsáveis por tudo a nossa volta… E tudo inicia em nosso pensamento individual que vai se unindo ao do meu amigo, ao dos meus vizinhos…E se transforma em uma nuvem negra ou branquinha… E se chover… Todos se molharão… E no final não adianta dizer eu não tenho nada a ver com isso…Estamos todos juntos…

Podemos e devemos começar a mudança em nós, manter o nosso controle já seria o suficiente para mudar tudo, pois se cada um fizesse a sua parte….

O TODO SE TRANSFORMARIA.

Não seja escravo dos seus pensamentos… Não seja escravo de sua língua.

Medite! Busque o equilíbrio! Pare de responder tudo a queima roupa… Pare… Respire… Pense…

Será que vale a pena permitir que o desequilibro habite em você!

E principalmente: Silencie nos momentos certos!

Reflita…