batismo
padrinhos e madrinhas

Quando você aceita ser padrinho ou madrinha de uma criança, assume um papel muito importante em sua vida.

Quando os pais convidam para ser padrinhos de seus filhos é porque de alguma forma eles confiam em você para assumir um papel de segundos pais. Eles pensam em quem poderia ajudar e dar todo amor e carinho na ausência dos pais.
Ser padrinhos é acompanhar o crescimento do seu afilhado(a) mesmo estando longe.
É se importar com o afilhado(a) e nem que seja uma vez por semana ligar, visitar, mandar mensagem ou até mesmo um vídeo ou um áudio conversando com seu afilhado(a).
É vibrar com cada conquista e chorar a cada tristeza do seu afilhado(a).
É ficar preocupados quando seu afilhado(a) estiver doente.
É sempre que possível pegar o afilhado(a) para passar um dia sozinhos com ele (a).
É aproveitar cada nova fase ao lado.
E se estiver longe aproveitar mesmo de longe, mas estar sempre por dentro do que acontece em sua vida.
Não só se manifestar em publicações em redes sociais em que a mãe posta, mas sim em ligar, mandar mensagem, vim visitar.
Se você não é capaz de assumir esse papel, não aceite ser padrinho ou madrinha só por obrigação, pois foi convidado.
Seja sincero e diga: Não me leve a mal, mas eu acho que eu não vou conseguir cumprir com essa responsabilidade.
Afinal padrinhos são para estar presente e não dar presente.
Os pais agradecem por sua sinceridade em não assumir um papel desses se não for pra honrar.
Assim como os pais se entristecem em ver que os padrinhos não dão a mínima para seus afilhados(a).
Créditos do texto: Michele Santos
E aí, o quê você achou? Deixe-nos o seu comentário!